LEVAIN ESCOLA de PANIFICAÇÃO, CONFEITARIA e GELATO em SÃO PAULO

Anúncios

Espaço Cheiro do Pão na FISPAL Food Service 2014

Acontece no Expo center norte em São Paulo de 24 a 27 de Junho a Feira FISPAL FOOD SERVICE 2014 – A maior feira de alimentação fora do lar do Brasil.

Estaremos com o Espaço Cheiro do Pão pelo terceiro ano consecutivo.

Mais uma vez, os nossos padeiros estarão produzindo diversos tipos de pães durante a feira. Esse ano contamos com uma novidade : estaremos com a lojinha de fábrica da R. Shimura Panificação aberta na feira das 13hs às 20hs.

Além disso o meu livro recém publicado  ” Os Pães de que mais gosto” pode ser adquirido no stand da Levain e na Lojinha R. Shimura.

Em frente ao Espaço Cheiro do Pão temos o stand da Levain Escola de Panificação e Confeitaria onde você poderá se informar melhor sobre nossos cursos . A partir de agosto teremos cursos de gelato, gestão e cafés; além dos cursos profissionalizantes em panificação e confeitaria.

Não Perca !! Faça seu credenciamento no site da Fispal !!

Tarde de Lançamento e autógrafo do meu livro será no dia 27/06 (sexta-feira) das 14hs às 18hs no Espaço Cheiro do Pão na Fispal

O meu livro recém publicado está à venda no stand da Levain e no Espaço Cheiro do Pão na Fispal

 

Padeiros produzindo pães diariamente no Espaço Cheiro do Pão

Padeiros produzindo pães diariamente no Espaço Cheiro do Pão

 

Lojinha R. Shimura aberta onde os visitantes poderão adquirir nossos pães, bolos e sanduiches.

Lojinha R. Shimura aberta onde os visitantes poderão adquirir nossos pães, bolos e sanduiches.

 

Stand da LEVAIN

Stand da LEVAIN

 

 

fispal2

fispal3

 

 

Coluna Conversa Temperada- Jornal Gazeta do Povo

conversa temperada

Divulgação

Divulgação /

Rogério Shimura, sempre com a mão na massa!

Publicado em 16/12/2010 | Nadia Schiavinatto 

Rogério Shimura é um chef boulanger. É ele o responsável por aqueles pãezinhos frescos, entre tantos outros, de azeitonas com ervas da Amazônia, nozes, broa de milho salgada, servidos no D.O.M. e no Dalva e Dito. Há dois anos, o mestre padeiro foi até o restaurante de Alex Atala para uma conversa sobre consultoria na padaria e lá ficou. Assim, toda vez que Atala muda o cardápio, Shimura também muda os pães.

O paulista de Atibaia nem sabia, mas seu destino estava traçado. Shimura vem de uma família que sempre trabalhou na área de alimentação. O pai, agricultor, tinha uma granja, mas decidiu mudar para o ramo da panificação. Em 1994, a família tinha duas padarias e Shimura comprou mais uma. “Era um negócio rentável, então minha ideia era comprar e vender padarias”, conta. Cinco anos depois, o japonês foi para a França estudar e conhecer a Europain, uma das maiores feiras do setor. Foi lá que a arte da panificação o encantou!

Como todo brasileiro, ele adora pães. E quando não está com a mão na massa, está degustando novas texturas e sabores. “Um dos meus melhores momentos é quando estou experimentando os pães que minha equipe faz”, revela o chef. Nesta época do ano, Shimura é muito procurado por suas receitas de panetones. Considerado um “bambambã” do “Pão do Natal”, ele dá uma receita para quem quer se arriscar a fazer um bom panetone: “Não tenha pressa em fazer a massa, deixe fermentar no tempo correto!

Na cozinha do padeiro nunca podem faltar farinha de trigo e levain, um fermento natural. O levain é um “bichinho vivo”. Shimura explica: “Vivo, o fermento precisa ser alimentado. Desta forma, ele sobrevive e é transmitido de pão em pão, de fornada em fornada. Se bem cuidado, produzirá excelentes pães! ” Paparicado, o levain tem uma geladeira só para ele! E para tanto cuidado, Shimura tem, em sua equipe, cinco pessoas treinadas. Afinal, o levain é a alma do pão!

Todas as quintas, Shimura vai até a banca de seu Mário Kiyuna, para comprar seis litros de garapa, que é a base do levain do D.O.M. Dia 3 de janeiro de 2011 esse “bichinho” vai completar dois anos. Reservado, o chef revela que está testando outro fermento. Qual? Por enquanto, é segredo! Uma novidade, no entanto, o mestre padeiro conta, com alegria nos olhos: “Estou abrindo uma padaria bem próxima ao D.O.M., onde serão elaborados pães artesanais, com volume de produtos industriais.”

fonte: Jornal Gazeta do Povo