A nova onda

A Europain segue confirmando tendências.

Esse ano destacamos a  presença maciça dos moinhos franceses, entre eles, vários produtores de farinhas orgânicas. Farinha orgânica é isenta de agrotóxico, hormônios, transgênicos e de contaminantes de efeito  cumulativo.

Aqui na França o governo certifica os produtos orgânicos com o selo ABB. Nos mercados encontramos uma variedade de produtos com esse selo.

Um dos estandes mais frequentados , o Festival de Pains- uma cooperativa de pequenos produtores de trigo e moinhos da região da Rota do Trigo movimentou a feira trazendo uma grande equipe de padeiros talentosos, que deram um verdadeiro show de habilidades,  impressionando os visitantes.

Os proprietários de padarias do nosso grupo estão surpresos com a ausência de empresas  de pré-mistura na Europain, ao contrário do que acontece nas feiras brasileiras.

Eles verificaram que aqui na França até as grandes padarias trabalham no sistema artesanal, mas com volume industrial, conforme observou Sr. Braulio Bessa, proprietário da Padaria Vila Sucrée, de Ribeirão Preto-SP.

Um outro detalhe chamou a atenção do sr. Adriano Pereira, proprietário da Padaria Kelly em Jundiaí-SP,  a quantidade de escolas de panificação com seus estandes na feira e observou que os profissionais da área são muito jovens ainda. Por isso já cadastrou sua empresa para receber estagiários dessas escolas francesas no Brasil.

Por isso aguardem um post especial sobre as competições de padeiros, confeiteiros e das escolas.

2 Respostas

  1. […] a tendência de panificação bio em Paris como já falamos antes, começamos nosso tour pela Le Boulanger de Monge na Rue Montorgueil, bem ao lado da Stoher. Essa […]

  2. Rogério

    Achei muito interessante os comentários do seu post. Sou advogada por profissão, mas apaixonada pela arte de fazer pães. Procurei um curso de panificação na minha cidade e só encontrei o do SENAI (aqui em Bauru o SENAC não ministra aulas na área de gastronomia). Para minha surpresa e tristeza descobri que o curso trata mais das pré-misturas do que de pães artesanais. Desanimei….Queria me tornar, ainda que por hobbie, uma pessoa apta a fazer pães de verdade ( e não uma massa fermentada qualquer apelidada de pão).
    Abraços
    Andréa Bauru

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s